A Comunidade convivendo

A Comunidade convivendo
A Comunidade convivendo

quinta-feira, 29 de junho de 2017

FILME BIBLICO JACÓ EM PORTUGUES COMPLETO

Comunhão - Tempo Comum - Canto de Comunhão

Leituras do dia.


5ª-feira da 12ª Semana do Tempo Comum

29 de Junho de 2017
Cor: Verde

1ª Leitura - Gn 16,1-12.15-16

Agar deu à luz o filho de Abrão,
a quem ele pôs o nome de Ismael.
Leitura do Livro do Gênesis 16,1-12.15-16 1 Sarai, a mulher de Abrão, não lhe dera filhos.
Mas, tendo uma escrava egípcia, chamada Agar,
2 Sarai disse a Abrão:
'Eis que o Senhor me fez estéril.
Une-te, pois, à minha escrava,
para ver se, por ela, posso ter filhos'.
Abrão atendeu ao pedido de Sarai.
3 Depois de Abrão ter morado dez anos em Canaã,
Sarai, sua esposa, tomou sua escrava egípcia, Agar,
e deu-a como mulher ao seu marido Abrão.
4 Abrão uniu-se a Agar e ela concebeu.
Percebendo-se grávida,
começou a olhar com desprezo a sua senhora.
5 Sarai disse a Abrão:
'Tu és responsável pela injúria que estou sofrendo.
Fui eu mesma que coloquei minha escrava em teus braços:
e ela, apenas ficou grávida, pôs-se a desprezar-me.
O Senhor será juiz entre mim e ti'.
6 Abrão respondeu a Sarai:
'Olha, a escrava é tua;
faze dela o que bem estenderes'.
E Sarai maltratou-a tanto que ela fugiu.
7 Um anjo do Senhor, encontrando-a junto à fonte do deserto,
no caminho de Sur, disse-lhe:
8 'Agar, escrava de Sarai,
de onde vens e para onde vais?'

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Hoje é celebrado Santo Irineu, Bispo de Lyon e Padre da Igreja


.
28/06/2017 - 05:00 am .- Santo Irineu foi Bispo da cidade francesa de Lyon, Padre da Igreja e é recordado por ter escrito muitas obras que forjaram as bases da teologia cristã e que confrontaram erros e heresias provenientes do gnosticismo do século II. 

Este jornalista e cantor lírico de 51 anos acaba de ser ordenado sacerdote católico



28/06/2017 - 08:00 am .- Matthieu de Laubier tem 51 anos e durante anos trabalhou como jornalista e se dedicou ao canto lírico. No sábado, 24 de junho, na Catedral de Notre-Dame, foi ordenado sacerdote pelo Arcebispo de Paris, Cardeal André Vingt-Trois. 

Série especial conta a história da Renovação Carismática Católica

Há 50 anos o mundo conheceu uma nova maneira de evangelizar. A Renovação Carismática Católica se consagrou como uma corrente de graça que atrai milhões de pessoas. No Brasil, estima-se quase um milhão de fieis carismáticos.
A partir de hoje a gente começa a conhecer um pouco mais dessa história e das pessoas que contribuíram para esse crescimento. É a estreia da Série "RCC 50 anos".

Reportagem de Fernanda Ribeiro, Ederaldo Paulini e Genilson Pacetti

Homilia Diária.572: Memória de Santo Ireneu de Lião

Relação sexual | O que pode? O que não pode?

Florirá

Leituras e reflexão do dia.


4ª-feira da 12ª Semana do Tempo Comum

28 de Junho de 2017
Sto Irineu, BMt, memória
Cor: Vermelho

1ª Leitura - Gn 15,1-12.17-18

Abrão teve fé no Senhor,
que considerou isso como justiça;
e o Senhor fez aliança com Abrão.
Leitura do Livro do Gênesis 15,1-12.17-18
Naqueles dias:
1 O Senhor falou a Abrão, dizendo:
'Não temas, Abrão!
Eu sou o teu protetor
e tua recompensa será muito grande'.
2 Abrão respondeu:
'Senhor Deus, que me darás?

terça-feira, 27 de junho de 2017

50 anos da Renovação Carismática Católica - RCC

Angelus: não tenham medo, somos preciosos para Deus

A graça de ser avô: Papa festeja 25 anos de ordenação episcopal



O Papa Francisco celebrou seus 25 anos de ordenação episcopal com uma missa concelebrada com os Cardeais na Capela Paulina, no Vaticano (27/06). De brasileiros, estavam presentes os Cardeais João Braz de Aviz, Cláudio Hummes, Raymundo Damasceno Assis e Sérgio da Rocha.

Homilia Diária.571: Memória de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Celebramos hoje, dia 27 de junho, a memória devocional de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, uma das tantas invocações com que o Povo de Deus recorre, em meios às cruzes da vida, àquela que foi o conforto e o refúgio de Cristo, o Salvador. Assista à homilia desta terça-feira e descubra as riquezas simbólicas que se encerram no famoso ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a que aponta para o Caminho e a salvação do mundo.

Um instante com Francisco - 19



“Quem não nos quer bem, diz que somos a gerontocracia da Igreja. É uma gozação, não sabe o que diz. Não somos gerontes, somos avôs. E se não sentimos isso, devemos pedir a graça de senti-lo", palavras do Papa na missa celebrada (27/06) pelos 25 anos de sua ordenação episcopal.

Scott Hahn - O purgatório na bíblia

Converter-se novamente a Jesus - Monsenhor Jonas Abib (04/03/17)

A história de Zaqueu com Padre Léo

Procura-se

Leituras e reflexão do dia.


3ª-feira da 12ª Semana do Tempo Comum

27 de Junho de 2017
Cor: Verde

1ª Leitura - Gn 13,2.5-18

Não deve haver discórdia entre nós pois somos irmãos.
Leitura do Livro do Gênesis 13,2.5-18 2 Abrão era muito rico em rebanhos, prata e ouro.
5 Ló, que acompanhava Abrão, também tinha ovelhas, gado e tendas.
6 A região já não bastava para os dois,
pois seus rebanhos eram demasiado numerosos,
para poderem morar juntos.
7 Surgiram discórdias entre os pastores
que cuidavam da criação de Abrão, e os pastores de Ló.
Naquele tempo, os cananeus e os fereseus ainda
habitavam naquela terra.
8 Abrão disse a Ló:
'Não deve haver discórdia entre nós
e entre os nossos pastores,
pois somos irmãos.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Papa Francisco: O cristão não consulta horóscopos, vive a vontade de Deus



Papa oferece palavras de consolo a vítimas de desastre natural na China



26/06/2017 - 09:45 am .- Depois da oração do Ângelus na manhã de ontem no Vaticano, o Papa Francisco lamentou a morte de dezenas de pessoas soterradas na aldeia chinesa de Xinmo, no sábado, 24 de junho, depois das fortes chuvas que atingem a região provocaram um deslizamento de terra. 

Hoje é celebrado São Josemaría Escrivá, “o santo do ordinário”


 
26/06/2017 - 05:00 am .- “Deus não te arranca do teu ambiente, não te retira do mundo, nem do teu estado de vida, nem das tuas ambições humanas nobres, nem do teu trabalho profissional... mas, aí, te quer santo!”, dizia São Josemaría Escrivá , fundador do Opus Dei e conhecido como “o santo do ordinário”. 

Padre Léo - Big brodher Brasil e do demônio ...

Ministério Adoração e Vida - Algo Novo (Vinde e Vede)

Leituras e reflexão do dia.


2ª-feira da 12ª Semana do Tempo Comum

26 de Junho de 2017
Cor: Verde

1ª Leitura - Gn 12,1-9

Abrão partiu, como o Senhor lhe havia dito.
Leitura do Livro do Gênesis 12,1-9 Naqueles dias:
1 O Senhor disse a Abrão:
'Sai da tua terra, da tua família
e da casa do teu pai,
e vai para a terra que eu te vou mostrar.
2 Farei de ti um grande povo
e te abençoarei:
engrandecerei o teu nome,
de modo que ele se torne uma bênção.

domingo, 25 de junho de 2017

O que quer dizer “Jesus” qual o significado de “Cristo”


Publicado em 01/04/2017 por afeexplicada


Jesus: provém de um termo que quer dizer, em hebraico, “Deus salva”. No momento da Anunciação, o anjo Gabriel dá-lhe como nome próprio o nome de Jesus, que exprime ao mesmo tempo sua identidade e missão e sua herança profética, (cf. Lc 1,31).
O nome de Jesus significa que o próprio nome de Deus está presente na pessoa de seu Filho (cf. At 5,41;) feito homem para a redenção universal e remissão definitiva dos pecados. É o único nome divino que traz a salvação (cf. Jo 3,18; At 2,21);
e a partir de agora pode ser invocado por todos, pois se uniu a todos os homens pela Encarnação (cf. Rm 10,6-13), de sorte que “não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos” (At 4,12). Pois que este é o nome de Jesus.
O nome de Jesus está no cerne da oração cristã. Todas as orações litúrgicas são concluídas pela fórmula “per Dominum nostrum Iesum Christum – por Nosso Senhor Jesus Cristo…”. A “Ave-Maria” culmina no “e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus”. A oração oriental do coração denominada “oração a Jesus” diz: “Jesus Cristo, Filho de Deus, Senhor, tem piedade de mim, pecador”. Numerosos cristãos, como “Santa Joana d’ Arc.morrem tendo nos lábios apenas o nome de Jesus.” (Catecismo da Igreja Católica, 430, 432 e 435).
O quer dizer “Cristo”

Leituras do Domingo.


12º Domingo do Tempo Comum

25 de Junho de 2017
Cor: Verde

1ª Leitura - Jr 20,10-13

Ele salvou das mãos dos malvados a vida do pobre.

Leitura do Livro do Profeta Jeremias 20,10-13
Jeremias disse:
10 Eu ouvi as injúrias de tantos homens
e os vi espalhando o medo em redor:
'Denunciai-o, denunciemo-lo.'
Todos os amigos observavam minhas falhas:
'Talvez ele cometa um engano e nós poderemos apanhá-lo
e desforrar-nos dele.'
11 Mas o Senhor está ao meu lado, como forte guerreiro;
por isso, os que me perseguem
cairão vencidos.
Por não terem tido êxito,
eles se cobrirão de vergonha.
Eterna infâmia, que nunca se apaga!
12 O Senhor dos exércitos, que provas o homem justo
e vês os sentimentos do coração,
rogo-te me faças ver tua vingança sobre eles;
pois eu te declarei a minha causa.
13 Cantai ao Senhor, louvai o Senhor,
pois ele salvou a vida de um pobre homem
das mãos dos maus.
Palavra do Senhor.

Promessas dos "Jovens Valentes"



Crianças e jovens do movimento "Coração Valente, Alma Valente" fizeram suas promessas no dia 11 de junho, na Missão Católica Beato Paulo VI. Confira como foi esse momento.

Papa: martírio dos cristãos é marca do nosso testemunho

A semana de Francisco - 25

Dom Adilson Busin - Dia do Migrante

Homilia Dominical 25/6/2017 - Pe Paulo Ricardo

UMA SÓ MISSA POR ANO?


Existe uma profunda ligação entre Medjugorje e a Devoção à Divina Misericórdia.
Os turcos governaram o país (a antiga Iugoslávia, onde fica Medjugorje) durante mais de quatro séculos (de 1463 a 1873). Ora, nessa época, os cristãos sofriam uma terrível perseguição e eram forçados a converter-se ao islamismo. Segundo o emissário do Papa, Peter Masarecchi, perto de 40 ou 50.000 católicos croatas da Bósnia Central foram forçados a converter-se ao islamismo em 1624 (daí a presença de muçulmanos no país, que são de fato “ex-cristãos” pelas suas raízes).
O governo de então não permitia aos católicos que celebrassem a missa. Formou-se então uma espécie de vida cristã secreta, semelhante à vida cristã das catacumbas de Roma nos primeiros séculos do cristianismo, que encontramos ainda hoje em certos países como a China.
Entretanto, graças a Deus, havia uma exceção à regra. Os cristãos tinham autorização para celebrar uma missa por ano, uma só, e num lugar bem determinado, longe de tudo, perdido no campo. Também a data dessa missa era determinada, o primeiro domingo depois da Páscoa, o dia que Jesus escolheria mais tarde como Festa da Divina Misericórdia, segundo as revelações de Santa Faustina Kowalska. Os cristãos, tão fervorosos nessa época, não hesitavam em dirigir-se a pé, aos milhares, até ao dito lugar, caminhando dias e noites, debaixo de qualquer tempo (o mês de abril é estação das chuvas), afrontando os perigos das grandes caminhadas para poderem viver esta Missa e “ver Jesus” presente na hóstia pelo menos uma vez no ano. Esta peregrinação era para eles a fonte da sua força, a sua esperança, sua alegria e sua luz na noite da perseguição.
Como nós sabemos, Deus dá sequência às Suas ideias! Só no céu veremos o avesso da tapeçaria que Ele tece no mundo pela Sua Divina Providência, e o quanto nós estamos ligados uns aos outros pela comunhão dos santos! Descobriremos então como certos acontecimentos, que nos pareciam novos, têm raízes profundas no passado, no coração de várias gerações de crentes que rezaram e sofreram, chegando mesmo a verter o sangue pela sua fé. Acontece por vezes que Deus revela um pouco dos Seus misteriosos desígnios e ilumina uma continuidade surpreendente nas Suas escolhas.
Este lugar bendito onde milhares de cristãos em sofrimento celebravam a sua missa anual não era outro senão os campos pedregosos de Medjugorje, despidos à época, precisamente onde agora se encontra o cemitério de Kovacica (onde repousa o Padre Slavko), a alguns metros da igreja atual onde hoje milhares de peregrinos se reúnem de novo.
Como nos espantarmos por torrentes de graças se derramarem sobre esta aldeia?! O nosso Deus não é verdadeiramente magnífico?
Ir. Emmanuel

Quando, onde, o que e por quê rezar?



Quando rezar. Exige uma decisão e é tão central que todo o meu dia deve ser decidido em torno desse momento.

Onde rezar. Num lugar que não seja cheio de distrações nem tão vazio delas que me faça dormir. Nem em público, nem na cama. A posição horizontal não é adequada.

O que rezar. Por quatro semanas, escolha e mantenha uma espécie de oração: o terço, o terço da misericórdia, etc., etc. Não mude. Tenha comprometimento. Ao fim do período, avalie. Você é livre para mudar. (P. Mike Schmitz, tradução livre)

História da Igreja século a século - resumo séc. IX

Aline Brasil - Me Arrepender (Official Audio)

sábado, 24 de junho de 2017

História da Igreja século a século - resumo séc. VIII

Celinés - Gloria Aleluya - Videoclip Oficial - Música Católica

Leituras e reflexão do dia.


Natividade de São João Batista . Solenidade

24 de Junho de 2017
Cor: Branco

1ª Leitura - Is 49,1-6

Eu te farei luz das nações, para que
minha salvação chegue até aos confins da terra.
(2º canto do Servo do Senhor)
Leitura do Livro do Profeta Isaías 49,1-6 1 Nações marinhas, ouvi-me, povos distantes, prestai atenção:
o Senhor chamou-me antes de eu nascer,
desde o ventre de minha mãe
ele tinha na mente o meu nome;
2 fez de minha palavra uma espada afiada,
protegeu-me à sombra de sua mão
e fez de mim uma flecha aguçada,
escondida em sua aljava,
3 e disse-me: 'Tu és o meu Servo,
Israel, em quem serei glorificado'.
4 E eu disse: 'Trabalhei em vão,
gastei minhas forças sem fruto, inutilmente;
entretanto o Senhor me fará justiça
e o meu Deus me dará recompensa'.
5 E agora diz-me o Senhor
- ele que me preparou desde o nascimento
para ser seu Servo - que eu recupere Jacó para ele
e faça Israel unir-se a ele;
aos olhos do Senhor esta é a minha glória.
6 Disse ele: 'Não basta seres meu Servo
para restaurar as tribos de Jacó
e reconduzir os remanescentes de Israel:
eu te farei luz das nações,
para que minha salvação
chegue até aos confins da terra'.
Palavra do Senhor.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Música 12 promessas do Sagrado Coração de Jesus

Homilia Diária.568: Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

Ato de Reparação ao Sacratíssimo Coração de Jesus


Dulcíssimo Jesus, cuja infinita caridade para com os homens é por eles tão ingratamente correspondida com esquecimentos, friezas e desprezos, eis-nos aqui prostrados na Vossa presença, para Vos desagravarmos, com especiais homenagens, da insensibilidade tão insensata e das nefandas injúrias com que é de toda parte alvejado o Vosso amorosíssimo coração. 

Reconhecendo, porém, com a mais profunda dor, que também nós mais de uma vez cometemos as mesmas indignidades, para nós, em primeiro lugar, imploramos a Vossa misericórdia, prontos a expiar não só as próprias culpas, senão também as daqueles que, errando longe do caminho da salvação, ou se obstinam na sua infidelidade, não Vos querendo como pastor e guia, ou, conculcando as promessas do batismo, sacudiram o suavíssimo jugo da Vossa santa lei.

De todos estes tão deploráveis crimes, Senhor, queremos nós hoje desagravar-Vos, mais particularmente da licença dos costumes e imodéstia do vestido, de tantos laços de corrupção armados à inocência, da violação dos dias santificados, das execrandas blasfêmias contra Vós e Vossos Santos, dos insultos ao Vosso Vigário e a todo o Vosso clero, do desprezo e das horrendas e sacrílegas profanações do Sacramento do divino amor e, enfim, dos atentados e rebeldias das nações contra os direitos e o Magistério da Vossa Igreja.

Oh! Se pudéssemos lavar com o próprio sangue tantas iniqüidades!

Entretanto, para reparar a honra divina ultrajada, Vos oferecemos, juntamente com os merecimentos da Virgem Mãe, de todos os santos e almas piedosas, aquela infinita satisfação, que Vós oferecestes ao eterno Pai sobre a cruz, e que não cessais de renovar todos os dias sobre nossos altares.

Ajudai-nos Senhor, com o auxílio da Vossa graça, para que possamos, como é nosso firme propósito, com a vivência da fé, com a pureza dos costumes, com a fiel observância da lei e caridade evangélicas, reparar todos os pecados cometidos por nós e por nosso próximo, impedir, por todos os meios, novas injúrias de Vossa divina Majestade e atrair ao Vosso serviço o maior número de almas possíveis.

Recebei, ó benigníssimo Jesus, pelas mãos de Maria santíssima reparadora, a espontânea homenagem deste nosso desagravo, e concedei-nos a grande graça de perseverarmos constantes, até à morte, no fiel cumprimento de nossos deveres e no Vosso santo serviço, para que possamos chegar todos à pátria bem-aventurada, onde Vós com o Pai e o Espírito Santo viveis e reinais por todos os séculos dos séculos.

Amém.
Pio XI

História da Igreja século a século - resumo séc. VII

Mãe do Verbo - Clipe Oficial - Ministério Mensageiros do Espírito

Solenidade do Sagrado Coração de Jesus


Quem é esse Deus em quem acreditamos? Qual é a sua essência? Como é que o podemos definir? A liturgia deste dia diz-nos que “Deus é amor”. Convida-nos a contemplar a bondade, a ternura e a misericórdia de Deus, a deixarmo-nos envolver por essa dinâmica de amor, a viver “no amor” a nossa relação com Deus e com os irmãos.
A primeira leitura é uma catequese sobre essa história de amor que une Jahwéh a Israel. Ensina que foi o amor – amor gratuito, incondicional, eterno – que levou Deus a eleger Israel, a libertá-lo da opressão, a fazer com ele uma Aliança, a derramar sobre ele a sua misericórdia em tantos momentos concretos da história… Diante da intensidade do amor de Deus, Israel não pode ficar de braços cruzados: o Povo é convidado a comprometer-se com Jahwéh e a viver de acordo com os seus mandamentos.
A segunda leitura define, numa frase lapidar, a essência de Deus: “Deus é amor”. Esse “amor” manifesta-se, de forma concreta, clara e inequívoca em Jesus Cristo, o Filho de Deus que Se tornou um de nós para nos manifestar – até à morte na cruz – o amor do Pai. Quem quiser “conhecer” Deus, permanecer em Deus ou viver em comunhão com Deus, tem de acolher a proposta de Jesus, despir-se do egoísmo, do orgulho e da arrogância e amar Deus e os irmãos.
O Evangelho garante-nos que esse Deus que é amor tem um projecto de salvação e de vida eterna para oferecer a todos os homens. A proposta de Deus dirige-se especialmente aos pequenos, aos humildes, aos oprimidos, aos excluídos, aos que jazem em situações intoleráveis de miséria e de sofrimento: esses são não só os mais necessitados, mas também os mais disponíveis para acolher os dons de Deus. Só quem acolhe essa proposta e segue Jesus poderá viver como filho de Deus, em comunhão com Ele.

Solenidade do Sagrado Coração de Jesus do Tempo Comum

23 de Junho de 2017
Cor: Branco

1ª Leitura - Dt 7,6-11

O Senhor vos amou e escolheu.
Leitura do Livro do Deuteronômio 7,6-11 Moisés falou ao povo, dizendo:
6 'Tu és um povo consagrado ao Senhor teu Deus.
O Senhor teu Deus te escolheu
dentre todos os povos da terra,
para seres o seu povo preferido.
7 O Senhor se afeiçoou a vós e vos escolheu,
não por serdes mais numerosos que os outros povos
- na verdade sois o menor de todos -
8 mas, sim, porque o Senhor vos amou
e quis cumprir o juramento que fez a vossos pais.
Foi por isso que o Senhor vos fez sair com mão
poderosa, e vos resgatou da casa da escravidão,
das mãos do Faraó, rei do Egito.
9 Saberás, pois, que o Senhor teu Deus é o único Deus,
um Deus fiel, que guarda a aliança e
a misericórdia até mil gerações,
para aqueles que o amam e observam seus mandamentos;
10 mas castiga diretamente aquele que o odeia,
fazendo-o perecer; e não o deixa esperar:
mas dá-lhe imediatamente o castigo merecido.
11 Guarda, pois, os mandamentos,
as leis e os decretos que hoje te prescrevo,
pondo-os em prática.
Palavra do Senhor.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Projeções de fé: Mulher-Maravilha


Postado em

Mulher-MaravilhaSinopse: Antes de ser a Mulher-Maravilha, ela era Diana, princesa das amazonas, treinada para ser uma guerreira invencível. Criada em uma ilha paradisíaca isolada, ela descobre que um enorme conflito assola o mundo exterior quando um piloto americano cai em suas terras. Diana deixa sua casa, convencida de que pode parar a ameaça. Lutando ao lado de homens em uma guerra para acabar com todas as guerras, Diana descobre a dimensão de seus plenos poderes… e seu verdadeiro destino.
Depois dos criticados filmes “Esquadrão suicida” e “Batman vs Superman“, chega para nós o mais novo filme baseado em super-heróis da DC Comics. Chegou e chegou muito bem.
Já fomos apresentados à heroína no filme em que o Batman encara o o herói kryptoniano, mas, neste novo filme, podemos ver a sua origem e a sua descoberta de um mundo muito diferente daquele que conhecia em sua casa, na ilha de Themyscira.
Embora a Mulher-Maravilha tenha a sua origem relacionada com a mitologia grega, bem como o vilão do filme ser o deus grego Ares, podemos perceber com certa clareza como é a atuação do demônio em nossas vidas.
No filme é posto que a ação de Ares junto aos homens é no sentido de induzi-los à guerra, mas a decisão de se cometer o erro é exclusivo deles, em razão de seu livre-arbítrio. Da mesma forma é a atuação do diabo junto aos homens, em que age como que ficasse “sussurrando em nossos ouvidos” para que pequemos.

Audiência: é mais fácil ser santo do que delinquente

Papa: ser sal e luz do mundo e confiar na ação do Espírito